sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Terapia

Me segurei muito pra não desabar ontem, na psicóloga.
(na verdade, acho que não devia ter me segurado não)
Admiti que estou doente, que, no momento, não tenho controle dos meus atos, da minha vida. De nada!

Dói muito isso. Se sentir tão impotente, tão incapaz!

Ainda não temos um plano de ação definido.... ontem passei a minha hora contando o quanto tenho me sentido uma portadora de necessidades especiais ultimamente. Falo isso sério. Sem, de forma alguma, querer ofender as pessoas PNE. Mas eu me sinto deficiente! 
Deficiente, pq não consigo mais fazer diversas coisas que pessoas saudáveis fazem, que eu fazia. E me sinto doente! O tempo todo doente.
Enfim.... não preciso entrar em detalhes. Acho que vcs já devem ter alguma idéia.

Falei com ela da psiquiatra, apesar dela achar que eu não preciso de uma. Ela diz que minha doença não vai ser curada com remédios, é "orai e vigiai" sempre. E só.
Remédios podem até ajudar, mas se eu não vencer meu vício, sempre terei recaídas.

Eu acho que não falei isso com vcs, pelo menos não tão preto no branco.
Sabem viciados em cocaína, crack?
Então.... é como eu me sinto em relação à comida, principalmente sanduíches.
Talvez vcs não entendam, talvez pensem que estou exagerando, que é só uma preferência minha. Na verdade não importa. O fato é que tenho crises de abstinência, gasto quase todo meu dinheiro com eles e minto sobre come-los. Pra mim essas são atitudes típicas de viciados. E ponto.

Conversando com a nutricionista aqui do hospital, ela falou que existem os comedores compulsivos anônimos. Parece que eu vivo no mundo da lua, pq eu não fazia idéia de que existia isso!
Entrei no site e respondi 'sim' as 15 perguntas.
Minha psicóloga acha que seria bom eu ir a pelo menos uma reunião. Disse que eles são meio xiitas, mas não imagino como poderiam ser diferentes, já que tratam de um vício. Um vício sério. Seria completamente errado tratar levianamente do vício por comida, só porque não é tão ilegal quanto as drogas. Mata também.

Falei sobre minha idéia de entrar pro Vigilantes do Peso. Ela gostou muito. Só não sei, e ela me deixa espaço pra realmente avaliar isso sozinha, se seria ideal fazer dieta nesse momento. Porque fazer dieta É pensar em comida, e pensar em comida é a última coisa que eu preciso agora!
De qualquer forma, vou deixar o Vigilantes pra Janeiro.

Tem ainda a minha saúde.
Independente de estar me sentindo péssima, fisicamente e psicologicamente, dentro desse invólucro de 102kg, tenho que checar como meu organismo está reagindo a tudo isso.
Dia 08/12 tenho endócrino e vou pedir um check up total. 

Vou conversar com a psiquiatra e ver se ela acha que eu preciso de um anticompulsivo ou de trocar o antidepressivo ou continuar tudo como está, não sei.
Sei que melhorar só depende de mim, da minha força. Mas não custa tomar alguma coisa pra não me sentir uma derrotada no fim da linha o tempo inteiro.

Então é isso!

Psiquiatra.
Endócrino.
Comedores compulsivos anônimos.
Vigilantes do Peso.
E muita terapia.

2 comentários:

Dani disse...

O! passei para conhecer seu bloguinho. Adorei! Estou te linkando, viu?

Lyh Kirchner disse...

Oi July querida
Então, já tive muito contato com dependentes quando trabalhava na unidade de saude, e tem épocas que me sinto do mesmo jeito que você em relação a comida - só não defeni uma em especial como vc com os sanduiches. Visitei o CCA e vi que tem reuniões online, achei a idéia ótima por que moro numa cidade onde elas n acontecem. Que sabe se isso nos ajuda?
Valeu pela dica e to torcendo pra que você encontre o tão sonhado equilibrio.
Beijos

Seguidores

Visitantes


Contador de visitas

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger.

TOPO