sábado, 28 de agosto de 2010

07/42 tarefa do livro Pense Magro: Organize o ambiente

Será possível resistir ao "impulso de comer" estando cercada de comidas gostosas, calóricas e pouco nutritivas (doces, massas, salgadinhos, chocolates, etc)? A autora acredita que não porque exige muita energia mental e nem sempre estaremos assim "fortes" o suficiente. Por isso, afirma que é preciso evitar os "estímulos ambientais" principalmente no início da "dieta" ou da reeducação alimentar.

A idéia é manter certos tipos de alimentos fora do nosso campo de visão, então a tarefa é organizar a casa e o ambiente de trabalho, colocando os alimentos tentadores (ou proibidos, dependendo da dieta) onde não sejam vistos tão facilmente e colocar os alimentos permitidos (ou preferíveis) mais à vista. A idéia é arrumar os armários, a geladeira, a mesa de trabalho, as gavetas, tudo enfim.
Assim conseguiremos afastar as "tentações" dando ou jogando fora tudo o que não queremos mais comer, as coisas que nos ajudaram a engordar, transferindo esses alimentos para trás (nas prateleiras) ou mesmo doando ou tirando de casa.

Quem mora com outras pessoas, poderia, segundo a autora, pedir a colaboração dos companheiros, pais, filhos, irmãos, para que mantivessem suas "guloseimas" fora do campo de visão. No trabalho também, seria necessário "limpar" o ambiente (tentar alguma medida para que não existam alimentos muito calóricos a vista).

A segunda dica é trocar os talheres e pratos por outros menores: essa eu gosto, sempre funcionou bem para mim. Pratos e talheres grandes estimulam a comer mais. A mesma quantidade de comida pode parecer bem "maior" ou "menor" dependendo do prato/talher utilizado. ((Vou me dar um joguinho novo, menor do que o que tenho, com tudo mais "adequado" às porções que pretendo comer)). É preciso encontrar "soluções criativas" e deixar de se lamentar pelas dificuldades...

****

O problema é que no trabalho o povo tá numa fase 'comer até morrer'!
É muito difícil!
Tenho conseguido resistir às balas, biscoitos e chocolates, mas meus maiores problemas são:
- O pão francês quentinho que chega toda manhã. Com direito a queijo prato e mortadela defumada.
- Os almoços 'especiais' de sexta-feira.

Tenho conseguido, as vezes, resistir ao pão. Procuro chegar antes dele e esquentar minhas 2 fatias do integral  c/ creme de ricota (que eu já levo e deixo o pacote na geladeira). Vou comer na minha mesa, longe do pessoal se atracando com o francezinho.

O almoço realmente é o mais problemático. Já teve empadão de frango, de palmito, de camarão, lasanha, feijoada completa e estrogonofe de frango. A idéia de fazer o almoço foi exatamente pra reunir a galera, então não tenho como comer separado. Procuro trazer sempre um saladão gigante pra comer antes, comendo assim beeeeem menos do prato esplosivo da vez.

Assim vou tentando conviver com meu ambiente... um dia de cada vez, sem extremismos.

Lá em casa, procurei eliminar tudo que possa me prejudicar... Odeio jogar coisas fora, então ou dou pra alguém ou vou eliminando aos poucos, qdo tem visita.
Procurei comprar uma caixinha de picolé de limão (1 pontinho só) pra substituir o sorvete que o marido gosta de tomar.
Uma idéia boa, é sempre comer a 'besteira' fora de casa. Compre uma porção única, como e nunca, jamais em tempo algum leve pra casa.

E vcs, como fazem para eliminar / reduzir as tentações ambientais?

Um comentário:

Lyh Kirchner disse...

Ou Ju
aqui em casa não é so o marido que dá "problemas" tem o filho...sempre traz salgadinho e 2 litros de refri quando chega da faculdade a noite...corro pro quarto, o que os olhos nnão veem a buzanfa não sente... Esse teu almoço comunitário é um crime mesmo rsrsr
Mas vc vai achar o meio termo e conseguir, vai ver...
Beijos

Seguidores

Visitantes


Contador de visitas

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger.

TOPO